Cerimônia nupcial: Na igreja ou no local da festa?

Após o pedido de casamento, o próximo passo é escolher os componentes do seu grande dia. O principal deles, talvez, seja o local em que a cerimônia será realizada. É comum que nesse momento você se encontre em dúvida, afinal, igreja ou local da festa? Se você ainda está indeciso, esse artigo veio para te dar aquela mãozinha!

O primeiro passo para escolher o local ideal para a sua cerimônia é considerar o estilo do casal e de suas respectivas famílias. Se você vem de uma família religiosa e mais tradicional, é comum pensar na possibilidade de se casar na igreja. A religião é um aspecto que conta muito nessa hora. Se o casal for católico, por exemplo, e quiser uma cerimônia típica de sua religião, terá que fazê-la dentro da igreja, pois não é permitido aos padres realizá-la em outros locais, apenas efetuar bênçãos.

Se você sonha em se casar na igreja, é importante atentar-se a alguns pontos.

  1. Orçamento

É interessante reforçar que, nesse caso, será necessário o pagamento de uma taxa, que varia de acordo com a popularidade e procura de cada igreja. Além disso, se você optar por casar-se em uma igreja fora do perímetro da sua paróquia é possível que seja necessário fazer uma transferência, que pode vir a gerar mais custos.

  1. Agenda

Outro ponto a se considerar é a agenda. Por isso, recomenda-se que os noivos comecem a procurar igrejas com um ano a um ano e meio de antecedência em relação à data na qual desejam realizar a cerimônia. Algumas igrejas contam com um período de espera de até dois anos!

É importante lembrar que a agenda das paróquias não conta apenas com casamentos, mas também com outros eventos e cerimônias religiosas, como batismos.

  1. Flexibilidade

Lembre-se de que a cerimônia realizada dentro da igreja é de cunho mais tradicional, por isso, é comum que haja regras a serem seguidas. Para evitar surpresas, procure saber quais são as restrições da igreja na qual você pretende se casar. Normalmente é feito um contrato onde ficam estabelecidos todos os pré-requisitos para a cerimônia: Quantidade de padrinhos permitida no altar, músicas que podem ser tocadas, decoração que pode ser usada, etc.

  1. Documentação

Os documentos a serem requisitados varia de igreja para igreja. No caso da igreja católica, são cobrados desde a cópia do RG e CPF do casal até um certificado especial de curso de noivos.

  1. Civil e religioso

O casal pode optar por realizar o casamento no civil antes, durante ou após a cerimônia nupcial. Os procedimentos mudam em função da escolha dos noivos. Lembrando que, sendo na igreja ou não, realizar o procedimento fora do cartório eleva os custos.

Falamos aqui dos procedimentos ligados à igreja católica, mais burocrática e tradicionalista. Porém, as vantagens e desvantagens na hora de casar-se fora do local da festa, independentemente da sua religião, são as mesmas.

Quando o casal escolhe casar-se na igreja, além do custo extra com taxas e decoração especial, vale considerar o tempo de locomoção entre o local da cerimônia e o local da festa. Se você mora em uma cidade como São Paulo, por exemplo, que costuma apresentar muito trânsito, é interessante tomar um cuidado a mais com os possíveis atrasos na chegada dos convidados e até mesmo dos próprios noivos.

Efetuar a cerimônia já no local da festa previne eventuais problemas com locomoção, requer um menor investimento financeiro e ainda permite mais flexibilidade. Não há restrições quanto ao horário, data, trilha sonora, quantidade de padrinhos, etc. O evento fica inteiramente a gosto do casal! É ainda a opção ideal caso os noivos tenham religiões diferentes ou caso um deles não possua uma religião específica.

Porém, nem tudo são flores. Nesse caso, é necessário que todos os fornecedores estejam muito bem alinhados quanto ao horário, para que a montagem da festa não ultrapasse o tempo da cerimônia. Também é importante cuidar para que a própria cerimônia não seja muito prolongada, já que aqui não vigora o tempo padrão estabelecido dentro das igrejas. A solução então seria contratar um cerimonial para cuidar do andamento das atividades no dia do casamento.

Novamente, pedimos a opinião de quem já passou pela situação para ajudar você na sua decisão:

A noiva Samira conta:

“Eu acho mais prático fazer tudo no salão. O custo benefício foi, com certeza, melhor. Eu casei em um salão em São Vicente (litoral de São Paulo), eu achei que a logística da igreja para o salão não compensava. Eu queria fazer uma cerimônia personalizada, que contasse a nossa história, então preferi mil vezes estar no salão, em uma cerimônia só nossa e diferente. O único ponto ruim da cerimônia no salão é que geralmente ela já conta como o tempo de festa. Fora isso, eu não me arrependo de ter feito tudo no salão.”

A Drielly que casou em 2018 diz:

“Se for pra casar, tem que ser na igreja. No meu ponto de vista, o religioso é o toque do casamento. A bênção do padre perante a igreja faz toda a diferença. Não vejo transtorno em se locomover depois até o salão, pois temos que sair para tirar fotos também de qualquer jeito. Eu escolhi a igreja católica mais pela crença e pela bênção do padre.”

A noiva Camila também deixa sua opinião:

“É muito melhor casar no salão e já fazer a festa ali mesmo. Imagine: No meu casamento choveu horrores! Já foi um transtorno pra chegar com aquela chuva, imagina se eu casasse na igreja e fizesse festa em outro lugar! Casar no salão foi a melhor coisa! […] O aluguel já inclui tudo, é dois em um! […] ‘Ah, mas é porque a igreja fica bonita’, dá pra fazer a beleza de qualquer jeito, o meu ficou lindo.”

Elaine, que já passou pelas duas experiências, compartilha:

“Eu acredito que casar na igreja e fazer a festa no salão, separado, é muito mais emocionante, muito mais bonito… Sem comparação. […] Em minha opinião, você estar na casa de Deus muda tudo. A igreja te dá paz, conforto… É muito diferente. […] Na igreja você pode até gastar um pouco mais, mas acredito que vale muito a pena. Eu vou dizer que nem gasta tanto assim porque, se você for casar no salão, você vai ter que contratar um cerimonialista, que custa de R$1.200 à R$1.500. Na igreja que eu casei, foi metade do preço. Mais papel e essas coisas, saiu quase a mesma coisa. […] Eu acho que casar de branco e entrar na igreja não é só um sonho seu, mas um sonho dos seus pais também. Minha opinião.”

E então? Já decidiu se fará sua cerimônia de casamento na igreja ou no próprio Salão / Buffet da sua festa de casamento? Conta para a gente!

Texto e Imagens: JW Fotografia.