Depressão Pós-Casamento: O que é e como enfrentá-la.

 

Você já ouviu falar de depressão pós-casamento? Esse termo é usado para referir-se aos sentimentos de solidão, tristeza, insatisfação e desânimo que acometem alguns recém-casados, em sua maioria, mulheres.

Após meses dedicando-se aos preparativos do casamento, quando o fim do evento finalmente chega, uma sensação de vazio e falta de propósito toma conta dos novos maridos e esposas e tudo parece perder a graça. E agora, o que fazer?

Segundo um estudo realizado pela Universidade de Bowling Green State, existem três possíveis causas para esse sentimento:

  1. Insegurança a respeito da decisão de se casar e incerteza quanto às expectativas do casamento;
  2. Priorização, durante os preparativos para o casamento, de si mesmo e suas próprias vontades, em detrimento da relação à dois;
  3. Nostalgia ao lembrar no dia do casamento e de seus preparativos, seguida de tristeza ao pensar no final do evento.

Especialistas em inteligência emocional afirmam que esse tipo de depressão atinge mais as mulheres em função da construção de gênero que ocorre em nossa sociedade, pela qual elas são ensinadas a sonhar com o dia do seu casamento, o que as leva a pensar nele unicamente como uma festa e não como um relacionamento conjugal. Embora a depressão pós-casamento atinja também os homens, em geral, eles não falam muito a respeito do assunto. Muitos encaram esse sentimento como algo comum ao matrimônio, pois o associam à perda de liberdade, mesmo que inconscientemente.

Ainda que a depressão pós-casamento não seja considerada uma enfermidade, é um sentimento que deve ser levado a sério, pois pode vir a ocasionar problemas como insônia, falta de apetite, isolamento, angústia, ansiedade e estresse.

Por isso, este artigo vem trazendo dicas para ajudar você a passar por esse momento difícil ou para aqueles que desejam se prevenir contra ele.

 

  1. Priorize seu relacionamento

A primeira dica é nunca dar mais atenção aos preparativos do casamento do que ao próprio relacionamento. Envolver-se mais com a cerimônia do que com o significado dela, pode levá-lo a acreditar em uma situação irreal, que é desmentida quando tudo volta a seu ritmo normal. Lembre-se de dedicar um tempo à relação a dois e de encarar esse momento sempre com muita parceria, respeitando os desejos e sonhos de ambos.

  1. Encare as coisas como elas realmente são

Outra dica é não ter uma visão romantizada e perfeita da vida a dois. É importante entender que, nessa nova etapa, é necessário saber lidar com as imperfeições do outro e reconhecer também seus próprios defeitos.

  1. Diálogo é a chave

Muitas pessoas podem acabar se sentindo culpadas por se sentirem insatisfeitas logo após o casamento e por isso, acabam tendo medo ou vergonha de conversar com seu parceiro a respeito de seus sentimentos, o que acaba criando uma distância entre o casal. Embora não seja um passo fácil, e que exige maturidade de ambos os lados, o diálogo é o pontapé inicial para a solução do problema.

  1. Não fuja do problema

Encare seus sentimentos a fim de entendê-los e solucioná-los. Não tente fugir deles se distraindo com outras atividades.

  1. Fazendo planos juntos

Aproveite o tempo livre realizando atividades com seu parceiro, como decorar a nova casa, colocar em prática aquele “Projeto Verão” esquecido, planejar viagens e o que mais desejarem.

E lembre-se de que os períodos de tristeza são comuns à vida, por isso, não torne a situação maior do que realmente é. Com o tempo, o casal se ajusta à nova rotina e os sentimentos ruins vão desaparecendo aos poucos. Porém, caso eles permaneçam ao longo dos meses, procure por ajuda profissional, um psicoterapeuta individual ou até mesmo por uma terapia de casal.

 

Texto e Imagens: JW Fotografia.