Sete dicas para Noivas Gestantes!

A gravidez e o casamento são dois marcos na história de qualquer mulher, fatos que mudarão totalmente o rumo de sua vida. São momentos importantes que exigem certa atenção e cuidado e que podem acabar tornando-se desgastantes, ainda mais quando ambos ocorrem no mesmo período.

Além disso, participar de uma cerimônia durante a gestação não é uma tarefa fácil, mas não há motivos para se desesperar, seguindo algumas de nossas dicas, asseguramos que você poderá respirar mais aliviada.

  1. Melhor período

É recomendado que a cerimônia seja realizada antes dos seis meses de gravidez, se possível. Mais especificamente, durante o segundo trimestre. Nessa época, a maioria das gestantes já não sofre mais com os enjoos típicos do início da gestação e ainda não se sente tão cansada e pesada.

Durante o primeiro trimestre, ainda há risco de perda do bebê e uma maior mudança hormonal, que podem sensibilizar a futura mãe, por isso, é um período não muito indicado para o casamento, assim como o último trimestre, quando a gestante sofre mais com cansaço e inchaço, que prejudicam não somente seu bem-estar geral, como o ajuste de roupas, sapatos e aliança.

  1. Duração do casamento e condições climáticas

É importante lembrar que a maioria das gestantes não consegue permanecer na agitação por muito tempo, por isso, é necessário reduzir o tempo da festa para evitar o cansaço e o desconforto. Ademais, é preciso ficar atenta às condições climáticas, especialmente no que diz respeito às gestações além dos seis meses. Temperaturas muito elevadas podem gerar mal-estar.

Providenciar um espaço com massagem e drenagem dentro da festa, ou um local privativo para descanso também são opções para tornar o dia mais leve.

  1. Escolha da roupa, sapato e aliança

O inchaço e o ganho de peso são processos muito comuns durante a gestação, em função disso, é natural que a escolha de detalhes como sapatos e aliança torne-se um pouco mais complicada.

Durante a compra das alianças, verifique se a joalheria em questão realiza o serviço de redução de tamanho da mesma, assim você poderá comprar o objeto um número maior que o de costume e ajustá-lo após a gravidez.

Já para os sapatos, o recomendado é utilizar um salto baixo ou médio, de preferência, grosso. O calçado também deve apresentar pouca curvatura, para não gerar desconforto. Algumas noivas aguardam até as últimas semanas antes do casamento para escolher um sapato que se adapte melhor à proporção do inchaço de seus pés.

Quanto ao vestido, é interessante comprá-lo em um tamanho maior do que o rotineiro. Se optar por fazê-lo sob medida, é importante informar ao estilista sobre a gravidez, para que este possa planejar-se quanto à modelagem e ao tamanho. Também é importante que o vestido apresente certa estrutura para acomodar o busto da gestante, que costuma aumentar bastante.

Nunca é cedo demais para iniciar as provas, mas a quantidade de ajustes necessária vai depender do estágio da gravidez no qual a noiva se encontra. Se a gestação estiver muito avançada, alguns ajustes podem acabar ficando para mais perto do dia cerimônia.

Tenha sempre em mente que uma das coisas mais importantes durante a gravidez é o conforto.

  1. Cosméticos e tratamentos

Toda mulher sonha em estar deslumbrante no dia do seu casamento, porém, tratando-se de gravidez, é preciso prezar mais pela saúde do que pela beleza.

Evite produtos que contenham ácidos, como o retinóico e o salicílico e também aqueles com ação antiacne ou que levem metais pesados em sua composição. Também não é indicado realizar processos em cabines.

Para cuidados com o cabelo, fica proibido o uso de amônia, formol e tintura.

Dê preferência a produtos neutros e hipoalergênicos, que não apresentam risco à saúde da mãe e do bebê.

  1. Casamento na igreja

Algumas igrejas não realizam cerimônias com noivas gestantes, isso ocorre, pois, a situação entra em desacordo com as crenças de certas religiões. Muito vai depender do celebrante, por isso, vale a pena conversar com alguns e tentar lutar por esse sonho.

  1. Planejamento e foco

Tentar organizar um casamento e planejar o enxoval do bebê ao mesmo tempo certamente não é uma tarefa fácil. A dica é planejar-se bem e tentar viver um momento de cada vez.

Se a tarefa do dia é comprar o mobiliário do quarto do bebê, por exemplo, foque exclusivamente nisso e deixe para depois as preocupações com o casamento. Assim, você consegue aproveitar melhor cada etapa e se desgastar menos.

Caso esteja casando em uma fase não tão avançada da gestação, você pode optar por deixar para cuidar do enxoval apenas depois do casamento.

  1. Babymoon

Babymoon nada mais é que do que a lua de mel das futuras mamães. Se essa é a sua primeira gravidez, não deixe de viver esse momento, pois, provavelmente, esta será a sua última viagem a sós com seu parceiro.

Escolha um destino tranquilo no qual possam relaxar e esquecer as preocupações com os preparativos para o nascimento.

Lembre-se sempre de consultar seu médico antes de escolher o destino e o meio de transporte a ser utilizado.

 

Esperamos que nossas dicas possam ajudá-la nesse momento mágico de sua vida!

Texto e Imagens: JW Fotografia.